Aliança do Yoga

Este Centro possui Professores Filiados na Aliança do Yoga

Textos

Para compreender os nomes sânscritos do Yoga

Para compreender os nomes sânscritos do Yoga
Por Pedro Kupfer


Existem, grosso modo, dois sistemas diferentes de nomenclatura para designar os asanas e demais exercícios do Hatha Yoga: um utilizado no norte e outro no sul da Índia.

A tradição do norte da Índia, na planície do rio Ganges, tem como base os textos medievais do Hatha Yoga tântrico: Hatha Yoga Pradipika, Gheranda Samhita e Shiva Samhita. A nomenclatura usada nestas escrituras permanece vigente nos ensinamentos de Swami Sivananda, de Rishikesh, e seus discípulos, como Swami Satyananda e Swami Vishnudevananda.

A segunda grande corrente tradicional, do sul, nasceu e se desenvolveu na região do antigo reino de Mysore, hoje o estado de Kanara. Os grandes divulgadores dessa tradição e, conseqüentemente, da maneira de designer as posturas, foram T. Krishnamacharya e seus discípulos, B. K. S. Iyengar, P. Jois, Indra Devi e T. Desikachar.

Cada um desses sistemas desenvolveu sua própria maneira de designar os diferentes exercícios, havendo alguns pontos de contato e muitas diferenças entre eles.

Para compreender os nomes das posturas e as demais práticas do Yoga, que são muitas vezes descritivas, é preciso dividirmos esses nomes em suas diversas partes. Ao compreender os significados dos prefixos e sufixos, a descrição da postura torna-se evidente. Apresentamos aqui uma lista (incompleta), mas que combina as nomenclaturas de ambas as tradições. Os nomes aparecem em ordem alfabético para que o leitor possa identificá-los mais facilmente. Para tanto, dividimos esses nomes em oito sub-grupos, de acordo com a seguinte classificação:

1. partes do corpo,

2. posicionamentos do corpo,

3. ações do corpo,

4. números e quantidades,

5. deuses, reis e sábios,

6. reino animal,

7. reino vegetal,

8. outros.

Como bons observadores da natureza, os yogis que elaboraram o sistema de Hatha Yoga nomearam os diversos exercícios com base no que viam em seu cotidiano, e na cultura onde viviam. Assim aparecem, nas duas tradições acima citadas, muitos nomes que fazem referência a plantas, animais, reis lendários, deuses, yogis e sábios vêdicos (rishis).



Partes do corpo

sânscrito ==> tradução ==> exemplo

anga ==> parte, membro ==> sarvangasana

shava ==> cadáver ==> shavasana

bhuja ==> ombro ou braço ==> bhujapidasana

hasta ==> mão ==> padahastasana

janu ==> joelho ==> janushirshasana

jathara ==> estômago, barriga ==> jathara parivartanasana

kapala ==> crânio ==> kapalabhati

karna ==> ouvido, orelha ==> karnapidasana

loma ==> pêlo, cabelo ==> anuloma pranayama

merudanda ==> coluna vertebral ==> merudandasana

mukha ==> rosto ==> adhomukha shvanasana

nadi ==> canais energéticos ==> nadi shodhana

pada ==> pé, caminho ==> ekapada shirshasana

padangushtha ==> ponta do pé ==> padangushthasana

parshva ==> lado, flanco ==> parshvakonasana

prana ==> respiração, força vital ==> pranayama

shirsa ==> cabeça ==> shirshasana



Posicionamentos do corpo

sânscrito ==> tradução ==> exemplo

a ==> perto, proximidade ==> akarna dhanurasana

adho ==> para baixo ==> adhomukha shvanasana

bahya ==> externo ==> bahya kumbhaka

baddha ==> ligado, amarrado, restrito ==> baddhakonasana

baddha ==> preso, restringido ==> baddhakonasana

kona ==> ângulo ==> baddhakonasana

pashchima ==> costas, oeste ==> pashchimottanasana

paripurna ==> inteiro, completo ==> paripurna navasana

paripurna ==> completo ==> paripurna matsyendrasana

parivartana ==> girar, torcer ==> jathara parivartanasana

parivritta ==> torcido ==> parivritta janushirshasana

parshva ==> lateral ==> parshva kukkutasana

prasarita ==> estendido, expandido ==> prasarita padottanasana

purva ==> frente, leste ==> purvottanasana

salamba ==> com apoio ==> salamba shirshasana

sa ==> com ==> salamba sarvangasana

sama ==> simétrico, igual ==> samakonasana

supta ==> deitado ==> supta padmasana

tan ==> alongado ==> uttanasana

urdhva ==> elevado ==> urdhvamukha shvanasana

uddiyana ==> vôo ascendente ==> uddiyana bandha

upavishtha ==> sentado ==> upavishtha konasana

uttihita ==> estendido ==> uttihita trikonasana

viparita ==> contrário, invertido ==> viparita karani



Ações do corpo

sânscrito ==> tradução ==> exemplo

alamba ==> apoio ==> salamba sarvangasana

anuloma ==> regular, gradual ==> anuloma pranayama

bandha ==> fecho, contração ==> mulabandhasana

bhati ==> brilho, luz ==> kapalabhati

bherunda ==> nome de um pássaro ==> bherundasana

jaya ==> vitória, conquista ==> ujjayi pranayama

lola ==> tremor ==> lolasana

shodhana ==> purificação, limpeza ==> nadi shodhana

pida ==> pressão ==> karnapidasana

pratiloma ==> a contra pêlo ==> pratiloma pranayama

sama ==> simétrico, igual ==> samasthiti

ut ==> intensidade ==> utkatasana

utkata ==> poderoso, feroz ==> utkatasana

uttana ==> alongamento intenso ==> uttanasana

viloma ==> a contra pêlo ==> viloma pranayama

visama ==> irregular, difícil ==> visamavritti pranayama

vritti ==> ação, movimento ==> samavritti pranayama



Números e quantidades

sânscrito ==> tradução ==> exemplo

ashta ==> oito ==> ashtanga namaskarasana

ardha ==> meio ==> ardha shalabhasana

chatur ==> quatro ==> chaturanga dandasana

dva ==> dois ==> dvapada shirshasana

eka ==> um ==> ekapada sarvangasana

laghu ==> pequeno ==> laghuvajrasana

maha ==> grande ==> maha bhujangasana

sarva ==> tudo, inteiro ==> sarvangasana

tri ==> três ==> trikonasana

ubhaya ==> ambos ==> ubhaya padangushthasana



Deuses, reis e sábios

sânscrito ==> tradução ==> exemplo

ashtavakra ==> “oito deformidades”. Nome do mestre do rei Janaka ==> ashtavakrasana

bhairava ==> “terrível”, nome do deus Shiva ==> bhairavasana

buddha ==> “desperto”. Uma encarnação de Vishnu ==> buddhasana

galava ==> um discípulo de Vishvamitra ==> galavasana

garuda ==> deus-águia, montaria de Vishnu ==> garudasana

goraksha ==> “protetor das vacas”, nome de um yogi ==> galavasana

hanuman ==> deus-mono, filho do vento ==> hanumanasana

kapila ==> fundador da escola de filosofia Samkhya ==> kapilasana

kashyapa ==> filho do sábio Marichi ==> kashyapasana

koundinya ==> fundador da linhagem Koundinya ==> koundinyasana

krishna ==> “negro”, encarnação de Vishnu ==> krishnasana

marichi ==> filho de Brahma, o deus criador ==> marichyasana

matsyendra ==> “senhor dos peixes”, nome de um yogi ==> matsyendrasana

nataraja ==> “senhor da dança”, um nome de Shiva==> natarajasana

raja ==> rei, real ==> rajakapotasana

siddha ==> perfeição, ser divino ==> siddhasana

skanda ==> filho de Shiva, deus da guerra ==> skandasana

trivikrama ==> nome de um rei ==> supta trivikramasana

vira ==> herói ==> virasana


Para conhecer mais visite o site:

www.yoga.pro.br

 

Rua Gonçalves Dias, nº. 109 Pio Correa - Criciúma/SC