Aliança do Yoga

Este Centro possui Professores Filiados na Aliança do Yoga

Textos

Meditação e Relaxamento - Swami Dayananda Saraswati

Meditação e Relaxamento
Swami Dayananda Saraswati


Relaxamento é a ausência de qualquer forma de resistência. Em qualquer forma de julgamento existe resistência. Se você deixa os fatos serem fatos, sem qualquer julgamento, sem qualquer forma de resistência, você está relaxado.

O céu, as estrelas, o Sol, a Lua, a Terra, e na Terra as montanhas, os vales, os oceanos, os lagos, os rios, os países, são todos situações, fatos que você experiencia. Pessoas, amigos, parentes, seu pai, sua mãe, seu tio, seu primo, seu marido ou sua esposa, seus filhos, também são fatos que você experiencia. Você lida com eles. Deixe que eles sejam o que são.

Embora as pessoas sejam o que são, você não as deixa serem o que elas são. Então, conscientemente, deliberadamente, deixe-as serem o que elas são. Deixá-las ser o que elas são é compreender que elas são como são porque não podem ser de outro modo. Elas têm sua própria história e passado. E com essa história e passado elas só podem ser como são. Essa compreensão permite-lhe deixá-las ser o que são.

Deixe o seu corpo ser o que ele é. É assim que o corpo é; este corpo físico está vivo. Ele me leva para todos os lados por aí. Ele mantém uma razoável saúde. Tudo isso é bom. Ele tem problema, às vezes, mas é como o corpo é. Está envelhecendo, existindo no tempo, é assim que o corpo é. Sem fazer qualquer julgamento sobre este corpo, procure somente ser objetivo. Palavras como feio, bonito, etc, são palavras julgadoras. Nós não precisamos delas em nossa vida. É assim que o corpo é. Da mesma forma, existe muito sofrimento na mente, mas é assim que minha mente é. Sem nenhum julgamento, eu aprecio esses fatos.

Concluir que as coisas deveriam ou devem ser deste ou daquele modo é resistência. Ausência de resistência, de crítica ou julgamento, faz você relaxar. Quando você está relaxado você é objetivo, você é uma pessoa consciente e apreciativa. Sendo essa pessoa apreciativa, você se relaciona com o Senhor. Seu relacionamento é de submissão consciente. Essa submissão consciente se exprime na palavra namah. Essa submissão chega com o despertar da sua compreensão para a ordem de Isvara, o Senhor.

Eu nasci dentro de uma família, eu cresci e fiquei adulto. Como adulto sou emocionalmente controlado pelo meu passado e tendo a ser muito crítico comigo mesmo. Isso está na ordem. A tendência de me depreciar, me condenar, está na ordem. O sentimento de que eu não sou compreendido está na ordem. Minha mente possui diferentes humores. Esses humores fazem parte da ordem. Se, subitamente, você pensa em um objeto, pode lhe parecer que veio do nada, desligado de qualquer coisa. Embora você não veja a ligação, ela existe. E faz parte da ordem.

Meu corpo físico também faz parte da ordem. Meus olhos vêem. Já não tão bem como antes. Eu me lembro de algumas coisas. Eu não consigo relembrar de algumas outras coisas, embora eu saiba que elas ocorreram. Tudo isso está dentro da ordem. As várias células que constituem o meu corpo estão na ordem. O prana que mantém o corpo vivo, que dá energia a este corpo, está na ordem.

Dentro existe ordem. Fora do corpo, todo o universo está na ordem. As galáxias são interrelacionadas. Os sistesmas solares dentro de uma galáxia estão interrelacionados. O universo inteiro, como um domo geodésico, se interrelaciona. Todos os planetas, girando em torno do sol e formando um sistema, se interrelacionam. As mudanças de estação estão na ordem. Chover faz parte da ordem. Não chover também faz parte da ordem. Quando uma pessoa doa, existe uma ordem. E quando uma pessoa rouba também existe uma ordem. Devido à história e ao passado do ladrão, existe uma razão para o ato de roubar. Está dentro da ordem. E que esta pessoa tem possibilidade de se modificar, também está dentro da ordem.

Fora existe ordem. Dentro existe ordem. O fato do meu corpo estar sentado e não flutuando, é de novo a ordem. Não existe nenhum evento ou fenômeno fora dessa ordem. Eu me submeto a essa ordem que é Isvara. Eu poder me submeter também está na ordem. Se eu encontrar alguma resistência, alguma dificuldade ao me submeter, também está na ordem. Quando observo que minha resistência está dentro da ordem, minha resistência se vai. Isso também é a ordem.

Dentro existe ordem. Fora existe ordem. Na verdade só existe uma ordem. O Senhor permeia toda essa ordem.

Om Isaya Namah.

Namah revela sua submissão. Isaya indica o altar da submissão. Om invoca o Senhor.

Om Isaya Namah.
Meditação realizada em Rishikesh em 20 de outubro de 1991.

Tradução de Márcio Fontes.

Extraído do Informativo Vidya-Mandir, Ano IV, nº 8, de agosto de 1992, do Centro de Estudos Vidya Mandir, Rio de Janeiro, e digitado por Yelw Felício.

Visite o site do Arsha Vidya Gurukulam, o ashram de Swami Dayananda Saraswati na Pensilvânia, EUA, em www.arshavidya.org

Para conhecer mais a obra de Swami Dayananda, visite o site do Vidya Mandir - Centro de Estudos de Vedanta e Sânscrito, da professora Gloria Arieira, em www.vidyamandir.org.br

 

Rua Gonçalves Dias, nº. 109 Pio Correa - Criciúma/SC