Aliança do Yoga

Este Centro possui Professores Filiados na Aliança do Yoga

Textos

Dicas Úteis para Praticar Yoga

Dicas úteis para praticar

Dicas do Yoga Korunta – Vamana Rishi:

* Oh Yogi, não pratique asana sem vinyasa.

Dicas do Hatha Yoga Pradipika – Swatmarama:

* Caso ocorra transpiração, deve-se esfregar o suor de volta na pele. Como resultado, o corpo se torna firme e leve.

* Quando a respiração vagueia a mente também vagueia. Quando a respiração se aquieta, a mente também se aquieta.

Dicas para prática – Pattabhi Jois:

* O Yoga nunca deve ser praticado ao ar livre, em um local sujo e malcheiroso, em um porão, ou em um telhado. Mas sim em um local limpo e nivelado, onde hajam janelas.

* A energia do corpo será minada e seu poder exausto caso ocorra um esforço para secar o suor expondo o corpo ao ar livre. Quando isto ocorre, o praticante vai se tornando cada vez mais fraco ao longo do tempo.

* O corpo não deve ser exposto ao ar livre por um período de meia hora após a prática. Após meia hora é bom tomar banho quente.

* Pratique e tudo se realizará.

* Não tenha medo. A dor e as lesões acontecem quando a respiração e a mente estão resistindo dentro do medo e você entra em um asana mecanicamente.

* Somente metade do estômago deve ser preenchido de comida. Um quarto da outra metade deve ser deixado para água e o quarto restante para o movimento de ar. Consumir muita comida, ou nenhuma comida; dormir em demasia ou não dormir; excesso de intercurso sexual; ou misturar-se com pessoas incultas e indesejáveis – tudo isso deve ser evitado o máximo possível, pois são obstáculos à prática do yoga. A moderação em relação a alimentação, sono e coisas do gênero é importante deve ser seguida.

Dicas para prática – Lino Miele:

* Faça o seu melhor mas mova-se devagar, devagar.

* É impossível fazer o salto à frente sem uddiyana bandha. Parece difícil e é difícil, mas não é impossível.

* Quando se percebe que se perdeu os bandhas, deve-se fazê-los novamente no final da exalação.

* Se você não consegue fazer uma postura, é necessário que você se purifique. Então a postura vem.

* Não diga para você mesmo, “Eu quero fazer perfeito”. Existem muitas posturas na primeira série. Não é bom focar apenas em uma. A melhor
maneira é fluir devagar, devagar. Se você for muito rápido o corpo quebra. Então você diz, “O Ashtanga não é bom, é perigoso”.

* Se você respirar com atenção, você cria uma meditação em movimento.

* Sem distrações, com a mente focada, apenas siga a respiração.

* O Sistema tem regras que devem ser aprendidas.

Dicas dos Upanishads:

* Quando a comida que ingerimos é pura, nossas mentes se tornam puras. Quando nossas mentes se tornam puras, nossa memória se torna estável.

Dicas de Larry Schultz:

* Ouça o seu corpo. Somente através do desenvolvimento da consciência interna você poderá entender em que momento trabalhar mais intensamento ou profundamente e qual é a hora de se mover mais lentamente.

* O som da respiração durante a prática do Ashtanga Vinyasa deve ser sempre maior que o som do seu diálogo mental.

* Nunca se force para entrar em uma postura. Nenhum asana vale uma lesão.

* Elimine a ambição. Você não está competindo com ninguém.

* No Yoga menos é mais. Vá devagar e construa lentamente a sua prática. Não há lugar algum onde chegar.

* Estabeleça uma prática pessoal regular. Prática é a chave de toda experiência no Yoga.

* Desfrute a prática. Reconheça e receba o presente que você está dando para sí mesmo.

* Visualize a si mesmo na postura antes de fazê-la. Uma parte da nossa resistência é apenas condicionamento mental que diz que não podemos fazer a postura. Mude a perspectiva.

* Nunca force. Permita que a respiração lhe deixe se mover aos poucos dentro da postura.

* Concentre-se na respiração para trazer leveza, espontaneidade e fluidez ao movimento. Não se trata de contorcer o corpo dentro de posturas congeladas: sempre há movimento na quietude.

* Seja paciente consigo próprio, observando que quanto mais uniforme e lentamente você respira, mais fácil será o movimento.

* Deixe que os pensamentos fluam, observando-os como sendo pensamentos apenas, e deixe que eles vão embora.

* Sinta a respiração como uma extensão dos bandhas.

* Perceba o que acontece com a sua coluna ao entrar em uma postura se você está conectado ou não na respiração e nos bandhas. Observe a diferença.

Acesse o site:
www.mangalam.com.br

 

Rua Gonçalves Dias, nº. 109 Pio Correa - Criciúma/SC