Aliança do Yoga

Este Centro possui Professores Filiados na Aliança do Yoga

Textos

A Ciencia do Ser por Manouso Manos

A Ciencia do Ser por Manouso Manos
Prof. Senior de Iyengar Yoga

Uma entrevista com Manouso Manos professor sênior de Iyengar Yoga com base em São Francisco na California.Ele esteve no Estudio em Amsterdam como parte de seu circuito europeu de aulas e inspirou a todos os presentes com seu entusiasmo, energia, e dedicação ao estilo Iyengar Yoga. Ele teve uma forma de ensinar intensa e penetrante que conviou a todos a entrar mais fortemente nas posturas e descobrir por si soh do que casa asana tratava realmente para cada um. Foi uma semana maravilhosa e Lisa Patroni e Ivan Herger entrevistaram Manouso em seu ultimo dia em Amsterdan.
Quando, porque e como voce iniciou yoga na sua vida?

A minha yoga iniciou com um livro que um amigo me indicou. Eu li nesse livro uma sentença que dizia que o yoga ajudaria aos ‘casos perdidos” e ele disse: “Vove eh bem um caso perdido, leia esse livro”. O que ele realmente estava falando eh que eu sofria de dores severas nas costas a muitos anos. Quando iniciei alguns asanas eu senti um alivio imediato e aquilo me surpreendeu muito pois eu jah havia estado com todos os tipos de especialistas, acupunturistas, herbalistas e fisioterapeutas.Estive com todos os médicos ocidentais e nenhum conseguiu trazer algum alivio para essas dores. E eu estava me saindo muito bem copiando as asanas que sempre estiveam aih por milhares de anos.


Depois de algumas semanas trabalhando em cima de um livro bem simples eu , um dia entrei numa livraria e requeri algo mais sofisticado. Me foi apontado o “Luz na Yoga” de BKS Iyengar. Iniciei um trabalho serio em cima do livro e apostei em praticas sem professor algum por quase dois anos e meio. Foi quando me deparei com a questão de que eu deveri a estar fazendo coisas bem erradas e alguém deveria olhar a minha pratica.
Fui a uma professora local que depois de algumas semanas ficou doente e se internou e ela então me fez dar as aulas dela. Eu reclamei avisando que aquilo não fazia sentido porque haviam pessoas que estavam estudando com ela por anos e eu estava com ela por algumas semanas.

Ela falou então:” Bom, mas isso não importa ! A primeira vez que te encontrei eu soube que voce seria um professor de yoga e agora chegou a hora de voce começar a dar as suas aulas”. Depois que ela ficou bem ela falou :”Precisamos iniciar a encontrar alguém que possa realmente te ensinar, eu não sou a sua professora”.
Ela me enviou a diferentes locais , mas ela tinha seu preconceito particular com o Iyengar Yoga ; ela havia encontrado alguém cujos ensinamentos ela não gostou, não foi bem de acordo com ela. Ela não encontrou Iyengar ele mesmo, mas me encaminhou a diferentes workshops e num desses eu escutei que BKS Iyengar estava chegando a São Francisco dali um ano que era então 1976.


Eu estava um pouco em choque porque eu tinha esse livro por tantos anos mas embora a copia americana tinha uma data espeicfica o que foi escrito deveria ter sido feito nos anos 30, 40. As fotos não tem idade lógico, mas obviamente para mim não existiam possibildiades desse homem estar vivo e pessoas estudarem com ele. Depois de me recuperar do choque fiz de tudo para me assegurar de que eu iria estar em suas aulas , mas continuamente haviam portas fechadas para mim. Ninguem me conhecia, eu não tinha referencias. Finalmente consegui um lugar como observador em Berkley, California fora de São Francisco; era maio de 1976.
Eu implorei para que ele me ajudasse com as minhas costas e ele me disse que eu deveria ir ateh Puna. Entao, consegui o endereço através de alguém de mais de Puna e escrevi imediatamente uma carta para ele que deve ter chagado por lah muito antes dele mesmo. Na carta de volta ele escerveu:”Venha com um grupo”.


Sete meses depois eu estava na porta dele em Puna não sabendo ao certo que tratava-se de três semanas de intensivo. Fui com um grupo pequeno de americanos, éramos doze incluindo eu, minha esposa futura Rita, Patricia Walden que ensina hoje na America. Tivemos estudos muito intensivos com BKS Iyengar: tinhamso 3 a 4 horas de asanas nas manhas e 1 a 2 horas de pranayamas a tarde.
E essa eh a historia básica de como iniciei no Iyengar Yoga. Eu conto minha data real de introdução o dia que encontrei Iyengar e descarto o período que estudei sozinho com meu livro; estou com o método desde maio de 1976.
Nunca existiu para voce a questão de estudar com outro guru?

Não. Eu estudei com todos. Li todos os livros desse tem, mas acabo retornando para “ Luz do Yoga”. Minha primeira professora me enviou a todos e acabei estudando ashtanga, kindalini, mas sempre acabava voltando ao livro que mencionei. Mesmo sabendo que ela não tinha o interesse de me levar ao Iyengar, ele foi o único livro que me serviu. Eu fazia as meditações as respirações, as limpezas, mas nada funcionava tanto quanto Iyengar, mesmo diretamente do livro sem nenhum professor.
Voce poderia dizer algo sobre a sua pratica? Soa como se voce muito naturalmente iniciou a sua própria pratica.
Eu não gosto de falar muito de minha própria pratica e a razão eh isso deixa a maioria das pessoas loucas.
Alguns dias eu pratico por 10 minutos e outros sete horas. O fato de eu não estar mais interessado em desenvolver trabalho corporal, mas sim em desenvolver yoga nos níveis mais básicos. Alguns dias me leva muito tempo a chegar para dentro, onde eu busco o profundo e isso eh muito prazeroso.


Quando as pessoas perguntam para mim coisas como “ Voce tira um dia de folga?” isso significa que elas realmente não entenderam o que eu busco, mas entendem a yoga como algo puramente físico. As pessoas gostam da sentença no ‘Light on Yoga” onde menciona-se que “no sétimo dia voce descansa ou faz variações das invertidas. As variacoes das invertidas são muito serias.
Quando voce diz as pessoas que pratica seis horas e meia elas ficam loucas imaginando que deveriam fazer a mesma coisa. Ou eles lêem a sentença do outro jeito, “ele pratica somente 10 mnutos, eh um tolo que não tem pratica”.Significa uma vez mais que não entenderam , eu busco somente esse tesouro interior.


Quando eu dou aulas eu não posso praticar muito, mas ainda eh uma pratica.Nos dias que não dou aulas durante uma hora e meia entender as nuances de utthita trikonasana ou tadasana. Em outros dias farei 8 asanas.
Entao a pratica pessoal eh algo realmente pessoal que diz respeito somente a pessoa que esta lidando com a própria pratica. Finalmente deixei de querer ser BKS Iyengar e posso agora descobrir que eh Manouso Manos. Quem eu deveria ser onde esta o meu nicho?Nao eh o mesmo que ele graças a Deus. Tenho que encontrar o meu único caminho junto com tudo que aprendi com ele , mas traçar a minha estrada. Ele nunca me ensinou algo diferente disso:’Manouso, vai encontrar, vai olhar, Olhe aqui, olhe lah, te darei um mapa enorme , mas voce eh quem terah que achar o seu caminho”.
Soa muito cheio de vida e não como uma rotina.

Não, não.Muitos de vocês jah observaram as pintras de Salvador Dali ou Picasso na juventude deles. Aquela cabeca celebre que foi pintada por Picasso quendo ele tinha quinze anos, dezesseis. Poderia ser algo que Michelangelo ou Rafael pintou no ápice deles de suas carreiras. Quando vejo o que esse jovem fez na sua idade jovem penso que ele poderia ter feito qualquer coisa que quisesse. Quando ele hega na sua vida adulta acaba fazendo apenas alguns traços e cada um deles significa muito. Ou voce olha para Georgia O’Kefeffe na juventude que tem aquelas flores memoráveis com tantos detalhes, e todas aquelas linhas esta lah. Na idade mais avançada ela desenha enormes nuvens.

Ou voce escuta os jazzistas americanos na década de vinte onde se vêem centenas de notas e depois , na maturidade voce percebe que eles deixam de lado algumas notas. E voce pensa:”o que eles estão fazendo?”. O fato eh que eles podem expressar mais com menos. Esse eh o caminho que todos passamos. Veja as sequencias de “Luz na Yoga”, tem tantas asanas, uma depois das outras nas ordens próprias. Veja Iyengar hoje em dia que pratica de 3 a 4 horas seguidas e fica em cada postura por 15 minutos. São as descobertas dele internas dentro dele , profundamente que temos que observar e nos inspirar.
Porissso cada pratica tem que ser única, tem que ser desenvolvida, tem que mudar com o tempo, porisso que nos domingos não eh como nas tercas e hoje em 2001 não eh como era em 1976.
Voce pode dar algum aviso as pessoas que estão apenas iniciando nas suas praticas?

Sim. Vah fazer aulas com quem entende. Imite-os, aprenda primeiro o que eles tem e depois vah fazer a sua pratica pessoal. Faca o que voce lembra das aulas e não muito aquio que falaram que voce deveri a fazer. Faca o que voce embra das aulas e em pouco tempo seu corpo estarah te avisando o que fazer antes de sua mente. Voce vera que seu corpo tem a sua própria memória. Ateh hoje vou para a India e faço a minha pratica em casa. Depois de seis meses, dois anos de ter deixado a India eu disse:”Eh isso que ele estava tentando ensinar!Meu corpo finalmente entendeu o que ele me fez passar através da teoria e exemplos. Eh muito mais o corpo que diz , mais do que a mente, eh a conexão mente-corpo.


Um iniciante entra na sala de aula e escuta o professor falar:tadasana, trikonasana, parsvakonasana. Bom , o que eu tenho que a ver com isso? Volte, escute de novo, tente entender, e aprenda a ver como isso entra em voce. O que posso fazer que farah isso melhor para mim? Preciso do bloco ou não? Ponho ou não o meu peh na parede? Isso vem depois.
Primeiro tente pegar o que o professor quer passar, eles sabem um pouquinho a mais a respeito das asanas que voce.Depois de um bom tempo voce irah desenvolver a sua pratica pessoal.
O que voce diria que eh a essência do que voce esta tentando passar ou ensinar?

Estou tentando da melhor forma que consigo introduzir as pessoas a algo que mudou profundamente a minha vida. Esse sistema Iyengar que foi desenvolvido por guruji mudou um pouco do sistema clássico e trouxe mais vida. O que quero que as pessoas colham de minha experiencia? Não quero que copiem o que eu faço, mas que possam captar o fogo, o entusiasmo que tenho por algo que também pode ajudar enormemente essas pessoas. Quero que as pessoas passem a examinar as próprias vidas delas, quero que elas caminhem nessa trilha comigo sendo um outro iniciante e não um professor.

Eles podem pegar os princípios que passo e seguir adiante com qualquer professor analisando a própria jornada dentro desse sistema. Se se depararem com esse anseio estarei realizado enao tem nada a ver com repetir inúmeras vezes as ações das posturas.
Yoga não eh algo superficial que se aprende ponto a ponto eh um universo eternamente vasto que pode sempre ser redescoberto e revivido de varias formas nas varias fases de nossas vidas. Perdemos muito quando avançamos no aprendizado sempre preocupados com as características e detalhes de todas as posturas e suas aplcacoes. Esse eh um importante show a parte pois apenas podemos sentir o estado mais amplo e iluminado sem dores excessivas, daih teremos uma chance.


Se voce tivesse apenas uma hora para ensinar tudo o que voce precisasse ensinar de sua bagagem o que voce faria?
Ensinaria que a ciência do yoga eh a ciência do Ser. Não tem a ver com a cultura do ser , mas com a cultura de um self individual. E não o self menos, do ego pequeno, mas do eu superior com toda a vasta forma criativa de emanar boa aventurança. Eh a conexão do ser coma sua humanidade ,com a pessoa, com seus sentidos, em como ele se sente perante o universo como ser, pessoa e como deus. Isso eh purusha e prakriti eh o deus pessoal que com tem um atma não pessoal.Yoga não eh religião, eh a ciência da religião, eh o entendimento da religiosidade, da vida. Isso tudo eh difícil de descrever com palavras, mas trata-se de um estado que denuncia ma vida interna pulsante e vibrante.Voce precisa de asanas para fazer yoga? Certamente que não! Voce precisa de pranayamas para fazer yoga?

Absolutamente não! Mas eu pessoalmente encontrei que o veiculo do corpo para atingir estados de maior consciência funciona para varias pessoas. E porisso quero que as pessoas pratiquem algum dia em uma hora ou para o resto da vida!

Entre no site:
www.iyengaryogasaopaulo.com.br

 

Rua Gonçalves Dias, nº. 109 Pio Correa - Criciúma/SC