Aliança do Yoga

Este Centro possui Professores Filiados na Aliança do Yoga

Textos

A Novela e o Yoga - Humberto Meneghin

A Novela e o Yoga
Humberto Meneghin

Com a exibição de mais uma novela na TV cujo tema principal é a Índia, muitos praticantes do Yoga, simpatizantes da cultura Hindu e o público em geral parecem bem interessados em querer saber mais sobre o Subcontinente e seus costumes.

Quem já teve o privilégio de ir à Índia está diminuindo as saudades ao assistir as cenas coloridas e bem produzidas apresentadas pela novela, ainda que alguns possam não estar de acordo com forma como a estória está sendo contada e a Índia e a sua cultura demonstradas.

A televisão como uma mídia bastante expressiva nesse país, no papel de divulgadora da informação à massa, ao produzir essa novela que tem como pano de fundo o Subcontinente indiano, buscou nesse tema mais uma pilastra para queira ou não queira, além do entretenimento em si, abrir espaço para a comercialização de produtos ligados ao tema em voga. É certo que com essa produção da TV a moda, por algum tempo, é a Índia, o jeito de vestir dos indianos, a culinária, a música, a dança, o Ayurveda e, inevitavelmente, o Yoga.

A primeira alusão feita ao Yoga nessa novela foi através de uma personagem que se entregou de coração ao Hinduísmo, após o retorno de uma viagem pelo Subcontinente. Em uma das cenas exibidas, recebia a personagem alguma orientação na execução de asanas transmitida por um antagonista que encarna a personalidade de um falso guru indiano. Mais adiante, essa mesma personagem além de entoar muitos mantras, passou a oferecer massagens e a ministrar aulas de asanas a uma dondoca agitada. Ora, parece cômico e divertido de se ver, ainda que a aluna tenha conseguido ficar em Utthita Hasta Padangushtasana falando ao celular.

No entanto, mesmo que o Yoga, até agora, tenha sido mostrado em poucas cenas, não queremos que o público em geral comece achar que essa prática de asana, inicialmente apresentada na novela da forma como foi, é o Yoga que praticamos e nem queremos que a opinião pública ache que o professor de Yoga não se importe que seus alunos falem ao celular durante a prática, especialmente quando a(o) praticante executa um asana de equilíbrio.

Se vermos algum ou alguns personagens dessa novela recitarem mantras, repetirem bordões como Arre Baba ou Bhagwan kelie e praticarem asanas da forma como foram demonstrados, aqueles que assistem à produção novelística alimentarão o desejo em também querer repetir os mesmos mantras, maneirismos e tentarão por si só investigarem aquelas novas posições corporais que nunca haviam tomado conhecimento antes.

Ora, para todos aqueles que se sentirem 'chamados pelo Yoga', pelo simples fato de estarem assistindo essa novela que é exibida em todo país e até mesmo no exterior, sugerimos que procurem um confiável e conceituado espaço/estúdio de Yoga ou um professor capacitado para não apenas aprenderem asanas, mas também se predisporem a começar a estudar a criteriosa e autêntica filosofia que o Yoga nos presenteia.

Não só de ásana vive o yogi.

O verdadeiro e dedicado praticante do Yoga além de utilizar o asana para lapidar o corpo físico, busca como fim principal moksha, a liberação. Não se estaciona somente em posturas psicofísicas; além da prática, dedica-se à meditação, ao estudo das escrituras do Vedanta e textos esclarecedores sobre a filosofia do Yoga. A novela em si poderá não mostrar esse outro lado do yogi, quem sabe até mostre, mas você, praticante amigo consciente está disto e como fiel divulgador do Yoga também caberá transmitir essa realidade a alguns interessados telespectadores que nesse momento estão descobrindo o Yoga pelo simples fato de assistirem uma novela na TV.

A Índia dos sadhus, dos yogis, dos avatares e das pessoas mais exóticas que estão sendo mostradas pelo colorido digital da TV, na realidade não estão presentes em frente do espectador. Eles estão lá na Índia ou nos estúdios e o receptor da mensagem está apenas em frente à tela da TV, aqui no Brasil. Então, nesse caso, viável é saber fazer a escolha certa para não confundir que o Yoga que você pratica ou terá a vontade de praticar não é o mostrado na TV por alguns atores e/ou figurantes, mas sim o seu Yoga, aquele Yoga que vem dos primórdios dos tempos, da autêntica nação yogika, que não vai precisar ser repaginado para ganhar simpatizantes exaltados com o modismo que vem e que depois vai.

Harih Om!

Acesse o site:
www.yoga.pro.br

 

Rua Gonçalves Dias, nº. 109 Pio Correa - Criciúma/SC