Aliança do Yoga

Este Centro possui Professores Filiados na Aliança do Yoga

Textos

Como Lidar com uma Discussão - Por Swami Dayananda

POR QUE DISCUTIMOS?

Diferentes pessoas têm percepções diferentes e essas diferentes percepções são a causa principal de uma discussão. Gostos e aversões não similares são inevitáveis porque duas mentes nunca pensam do mesmo modo. Esta é a razão pela qual temos diferentes percepções para qualquer situação. Uma pessoa pode perceber uma situação objetivamente enquanto outra pode ser bastante subjetiva quanto à mesma situação. No entanto, a pessoa que é subjetiva está totalmente inconsciente de sua própria subjetividade. Numa discussão é fundamental saber que qualquer assunto é relativo. Por exemplo, existem discussões sobre qual partido é bom, o partido Republicano ou o Democrático. Sobre esse assunto pode-se discutir em defesa dos dois lados e aquele que argumentar com mais habilidade ganhará!

CONVERSAS SÃO MELHORES QUE DISCUSSÕES

Por outro lado, numa conversa não se tem vencedores, porque a conversa é para revelar os fatos. Conversas são úteis e saudáveis. Além disso, através de uma conversa pode-se olhar uma situação um pouco diferentemente, de modo que sua percepção da situação possa ser ampliada. Em uma discussão, você pode não notar certos detalhes, mas numa conversa você pode ver o outro lado adequadamente. Numa conversa não existe vitória, existe apenas um entendimento. Em Sânscrito uma discussão é chamada de “jalpa”, onde a tentativa é apenas ganhar e nunca aceitar a derrota. Esta é a razão pela qual as discussões não são saudáveis; conversas são saudáveis. Uma discussão apenas cria problemas, tais como quando se perde a cabeça e se dizem coisas indesejáveis. Quando se está no tiroteio de uma discussão, é mais fácil ficar zangado e tornar-se defensivo. Como é dito: “A melhor defesa é o ataque.” É o chamado “ataque pré-emptivo”; antes que uma discussão comece, você joga um ataque ofensivo contra uma pessoa. Você dá um soco no cara antes que ele dê um soco em você, porque se ele der um soco em você primeiro, ele pode não estar por perto quando for sua vez de dar um soco nele. Da mesma forma, pode-se adotar a mesma política numa discussão em que não há diálogo ou discussão real.

PARA EVITAR EXPLOSÕES, PEQUENAS DISCUSSÕES SÃO MELHORES

Nem sempre é possível evitar uma discussão. Como num terremoto, se não houver pequenos tremores, haverá um tremor enorme. Então, só para evitar grandes rompantes é que discussões menores são saudáveis. Elas removem a tensão, e se constantemente evitarmos estas pequenas discussões, eventualmente explodiremos. Sempre que você se confrontar com uma discussão e escolher não discutir, esta estará sendo engarrafada. Com raiva engarrafada, uma explosão acontecerá mais cedo ou mais tarde. A explosão pode ser num assunto muito bobo tal como alguém dizendo: “Falta sal aqui!” e isto é suficiente para se formar uma explosão. Então, o resto não terá nada a ver com o sal e tudo o que estiver empilhado internamente vai sair. Por isso, evitar uma discussão não é recomendável em Vedanta. No entanto, o ensinamento de Vedanta é através de discussões. O estudante levanta uma objeção e ela é clareada com uma explicação. É uma excelente forma de analisar e compreender uma parte do conhecimento. Este processo de levantar uma objeção e clareá-la leva à análise de um assunto. Esta análise é através de uma discussão que nos assegura que todos os assuntos e perguntas sejam respondidos.

DISCUSSÕES SÃO INTRÍNSICAS A EMOÇÕES NEGATIVAS

Consideremos um outro ponto que lida com a condição emocional. Em todas as discussões estão envolvidas emoções intensas, e as situações emocionais são principalmente ataques pessoais. Nestes ataques, o assunto se vai e a pessoa é atacada. Quando você não pode evitar uma discussão devido a diferenças de gostos e aversões, você está se programando para uma situação sem vitoriosos. Por exemplo, quando um casal sai para as compras juntos, um não gosta do que o outro quer comprar. Logo se torna uma marcação pessoal. “Você tem este hábito” um diz; “não somente você, mas sua mãe também tem este mesmo hábito”, ele ou ela continua. Assim a briga começa e o assunto não é mais o assunto; ele se vai como num aspirador de pó e some! Além dos gostos e aversões, algumas situações estão envolvidas com diferenças de percepção. É impossível fazer a outra pessoa ver seu ponto, se não houver aceitação. Tudo isto é devido à ignorância de nossas próprias emoções. Não analisamos nossas emoções adequadamente, o que leva à confusão e, naturalmente, as percepções ficam todas distorcidas. Cada um de nós tem muitas emoções, tornando difícil ter uma mente objetiva.

OS SENTIMENTOS BASEADOS NAS PERCEPÇÕES SÃO REAIS

Percepções podem estar erradas, mas os sentimentos são reais. Percepções estão erradas devido aos variados “backgrounds”. Os “backgrounds” incluem a filiação, família, cultura em que a pessoa nasceu, etc. Você é um produto do seu “background”. Você não pode ser diferente do seu “background”. Todos deveriam aceitar os seus “backgrounds”. Esta criação forma o núcleo da personalidade de uma pessoa, que pode ter muitos problemas. Apenas daí se percebem todas as emoções. Portanto, a percepção vem do “background”, e nenhuma percepção pode ser objetiva, a não ser que você se analise e se liberte da raiva, ansiedades, etc., que são parte de seu “background”. Poucas pessoas no mundo conseguiram este tipo de percepção. As pessoas que não se analisaram totalmente não terão uma percepção objetiva. Então, aceite o que você é, aceite sua própria subjetividade e quando puder aceitar isto, você estará seguro. Você poderá ter sucesso em transformar uma discussão em uma conversa saudável.

COMO RESOLVER UMA DISCUSSÃO ANTES QUE COMECE

Para resolver uma briga ou mesmo antes que ela surja, não diga o que você não pensa. É importante que se diga só o que se pensa. Antes de começar você deve dizer “Assim é como percebo, posso estar certo ou errado”. Primeiro você aprende a dizer isto e estará eliminando a defesa da outra pessoa. Permita que a outra pessoa aponte se você está certo ou errado. Se a outra pessoa apontar que você está errado, inicialmente você pode não aceitar. Se você não pensa o que disse, você não pode dizer que pensa aquilo! Portanto, quando disser “Assim é como eu percebo, posso estar certo ou errado”, por favor, pense assim realmente e verá que funciona, ajudará a evitar uma discussão!

Da palestra de Swami Dayananda em Saylorsburg, PA. Editado por Lata Pimplaskar. Traduzido por Carlos Amaral.

Acesse:
www.vidyamandir.org.br

 

Rua Gonçalves Dias, nº. 109 Pio Correa - Criciúma/SC