Aliança do Yoga

Este Centro possui Professores Filiados na Aliança do Yoga

Textos

Como Funciona a Acupuntura - Stephanie Watson

As evidências sobre a acupuntura

Até o momento, as pesquisas sobre acupuntura misturam-se, mas vários estudos indicam que ela é eficaz para o tratamento de certos problemas. Veja alguns dos destaques da pesquisa até agora.

Osteoartrose.
Um estudo de 2004, presente nos "Anais de Medicina Interna", descobriu que a acupuntura reduzia a dor e melhorava o funcionamento, de forma significativa, em pessoas com osteoartrose do joelho que não encontravam auxílio na medicina convencional. Esse estudo incluiu 294 pacientes com osteoartrose crônica. Após oito semanas, os participantes que receberam acupuntura relataram uma diminuição da dor no joelho afetado, em relação àqueles que não receberam o tratamento.

Fibromialgia.
Um estudo de 2006 da Mayo Clinic, realizado com 50 pacientes, descobriu que a acupuntura melhorou significativamente os sintomas da fibromialgia, um problema que causa dor muscular, fadiga e rigidez nas articulações.

A acupuntura pode ajudar as mulheres com câncer de mama que estão passando por quimioterapia

Náusea induzida pela quimioterapia.
Um estudo de 2000, publicado no "Journal of the American Medical Association" (Publicação da Associação Médica Americana), descobriu que a eletroacupuntura, em conjunto com um medicamento antináusea, reduzia a náusea e vômitos causados pela quimioterapia melhor do que o medicamento usado isoladamente. Esse estudo incluiu 104 mulheres com câncer de mama que receberam quimioterapia em altas doses. As mulheres no grupo de eletroacupuntura representaram somente um terço dos casos de vômitos em relação àquelas do grupo que recebeu somente a medicação. Uma análise prévia de 11 estudos também mostrou que a acupuntura é eficaz para náusea relacionada à quimioterapia, além de cirurgias e gravidez.

Fertilização in vitro.
Três estudos realizados em 2006 e publicados no "Fertility and Sterility Journal" (Publicação sobre fertilidade e esterilidade) sugeriram que a acupuntura pode auxiliar mulheres que estão passando por procedimento de fertilização in vitro. Quando as mulheres receberam acupuntura antes e depois da transferência de embrião, tinham uma probabilidade de engravidar de 8 a 18% maior do que as mulheres que passaram por acupuntura simulada (mais detalhes abaixo) ou que não passaram por nenhum tipo de tratamento. Único sinal de alerta: um dos estudos descobriu que mulheres que passaram por sessões de acupuntura tinham uma probabilidade um pouco maior de ter abortos espontâneos.

Problemas de controle de bexiga.
Um relatório, na edição de julho de 2005, da Obstetrics Gynecology (Obstetrícia e Ginecologia) descobriu que a acupuntura pode aliviar problemas de bexiga hiperativa. Em um grupo com 74 mulheres, aquelas que foram tratadas com acupuntura para controle de bexiga fizeram 30% menos idas urgentes ao banheiro, em comparação com apenas 3% entre o grupo que recebeu acupuntura simulada.

Mas apesar das pesquisas favoráveis, alguns especialistas avisam que é difícil testar a acupuntura em um ambiente clínico. Isso ocorre, em parte, porque qualquer estudo clínico válido deve incluir um grupo de controle que tenha recebido tratamento simulado com um placebo. No caso da acupuntura, o placebo consiste de agulhas inseridas em pontos aleatórios, em vez de serem nos pontos de pressão reais. E isso pode levar ao que se chama de efeito placebo, que ocorre quando os participantes do estudo acreditam ter recebido o tratamento real e esperam a melhora de seus sintomas. Todo medicamento ou procedimento médico deve ser testado contra um grupo placebo. Caso contrário, daria a impressão que o efeito do medicamento ou procedimento é muito grande quando na verdade, uma parte do efeito pode ser explicada pelo efeito placebo. Como evidência, um estudo de 2006 do "British Medical Journal" descobriu que a acupuntura reduziu o número de dias nos quais os pacientes sofriam de dores de cabeça causadas por tensão, mas a simulação da acupuntura produziu quase os mesmos resultados.

Além disso, a qualidade das pesquisas conduzidas sobre acupuntura, até o momento, não foi muito consistente. No passado, vários dos estudos eram pequenos e concentravam-se em resultados a curto prazo, em detrimento de resultados a longo prazo. Dessa forma, de acordo com alguns especialistas, ainda são necessários testes para provar, de uma vez por todas, a eficácia da acupuntura.

Pontos e agulhas da acupuntura

A acupuntura, assim como qualquer outro tipo de tratamento, começa com uma consulta. O acupunturista irá lhe perguntar sobre seu histórico médico e quaisquer problemas que tiver naquele momento. Depois, ele irá lhe examinar e identificar o órgão relacionado ao seu problema.

A seguir, ocorre o mapeamento dos pontos de pressão no meridiano apropriado, de acordo com o seu problema.

Há doze meridianos principais que passam pelo corpo. Cada meridiano contém vários pontos de pressão. Para representar cada ponto, as iniciais do meridiano são seguidas por um número, por exemplo, ID 19 ou VB 1.

As agulhas precisam ser colocadas na área do problema imediato ou em pontos distantes, em outras partes do corpo. Por exemplo, dores lombares são tratadas através do estímulo do ponto UB 54, no meridiano da bexiga. Normalmente, os pontos em diferentes áreas do corpo (frente ou costas, lado direito ou esquerdo, ou acima e abaixo da cintura) são tratados simultaneamente para aumentar a eficácia do tratamento.

O que esperar durante a sessão de acupuntura
Quando o acupunturista estiver pronto para começar seu tratamento, ele ou ela irá limpar os pontos desejados do seu corpo com álcool ou outro desinfetante, e então inserir de três a 15 agulhas na sua pele. A profundidade com que as agulhas entram varia de menos de 6 mm a 7,6 cm.

Agulhas de acupuntura
As agulhas têm a espessura de um fio de cabelo e são feitas de aço inoxidável sólido. Pode ser que você sinta uma leve dor no momento em que as agulhas forem inseridas, mas após terem entrado, o desconforto deve passar. Algumas pessoas dizem que se sentem relaxadas durante a sessão de acupuntura.

As agulhas permanecerão no seu corpo de 5 a 20 minutos. Enquanto as agulhas permanecem na sua pele, o acupunturista pode girar, aquecer ou aplicar estímulos elétricos nelas.

A maior parte das pessoas passa por sessões semanais de acupuntura durante 12 semanas, embora o número de sessões possa variar, dependendo do problema que está sendo tratado. No início, pode ser que você deva realizar visitas mais freqüentes ao acupunturista, e à medida que os seus sintomas melhoram, as visitas se tornam menos freqüentes.

O preço do tratamento vai depender da experiência do acupunturista, do número de sessões e da cidade em que vive, mas, nos EUA, o preço médio varia dos U$ 60 aos U$ 120, por sessão. Além disso, há várias empresas de seguro privadas que cobrem o custo (mas a seguridade social americana não paga por sessões de acupuntura).

A acupuntura é segura?

A acupuntura é considerada muito segura. Em 1996, a FDA (Administração de Drogas e Alimentos dos EUA) começou a classificar as agulhas de acupuntura como instrumentos médicos e agora solicita que os acupunturistas utilizem apenas agulhas esterilizadas e descartáveis. Além disso, os acupunturistas devem passar um antisséptico sobre as áreas antes da inserção das agulhas, o que reduz bastante o risco de infecção. É muito importante ir somente a acupunturistas credenciados, já que agulhas não ou mal esterilizadas podem transmitir doenças contagiosas.

Os efeitos colaterais mais comuns da acupuntura são dor, sangramentos leves, irritação ou ferimentos no local da agulha. Algumas pessoas podem se sentir cansadas ou tontas após uma sessão. E em casos muito raros, podem ocorrer complicações mais sérias, como quando as agulhas perfuram os rins, pulmões ou algum outro órgão.

Vale lembrar que, apesar de sua segurança geral, a acupuntura não se destina a todos. As pessoas que têm doenças relacionadas a sangramento ou que estão tomando anticoagulantes, não devem passar por esse tipo de tratamento. Além disso, ela não é recomendada para pessoas que têm marca-passos, dispositivos elétricos implantados ou bombas de infusão.

Achando um acupunturista

Certifique-se de que seu acupunturista é credenciado.
Para encontrar um acupunturista, recomendamos, primeiramente, uma visita ao seu médico. Ele pode diagnosticar seu problema e determinar se a acupuntura pode auxiliar no tratamento. Se seu médico achar que a acupuntura pode ajudar, peça que ele lhe indique um acupunturista credenciado.

Na hora de procurar um acupunturista, você tem duas escolhas: um profissional da área da saúde que se especilizou em acupuntura ou um acupunturista credenciado (nivel técnico).

Nos EUA cerca de 40 estados possuem leis específicas para a formação de acupunturistas. Para obter as leis específicas de um estado ou para encontrar um acupunturista credenciado nos EUA, acesse a página da Comissão Nacional de Certificação para Acupuntura e Medicina Oriental - National Certification Commission for Acupuncture and Oriental Medicine (site em inglês). Normalmente, médicos precisam ter de 200 a 300 horas de treinamento em acupuntura, além de seus diplomas médicos, enquanto os acupunturistas credenciados necessitam de 2 a 3 mil horas de treinamento em um programa certificado. A maioria dos estados também requer que os acupunturistas passem por um exame de ordem da National Certification Commission for Acupunture and Oriental Medicine (NCCAOM).

A história da acupuntura

A acupuntura é um dos tratamentos médicos mais antigos e teve sua origem na China, há mais de 2500 anos. As raízes de sua filosofia estão nos ensinamentos tradicionais do Taoísmo, que promove a harmonia entre os humanos e o mundo a sua volta, assim como um equilíbrio entre o yin e o yang.

São vários os textos que, no decorrer dos séculos, ajudaram a promover os princípios da acupuntura. A mais antiga menção ao termo "acupuntura" pode ser encontrada no "The Nei Jing Yellow Emperors Classic of Internal Medicine", de Huang Di, que data de cerca de 300 a.C. O livro descreve várias doenças, suas origens e descrições de pontos da acupuntura. Em 260 d.C., o famoso médico Huang-Fu Mi compilou um texto de 12 volumes descrevendo a acupuntura, chamado de "Zhen Jiu Jia Yi Jing Comprehensive Manual of Acupuncture and Moxibustion". Seu livro descreve quantos dos pontos são utilizados ainda hoje, explicando sobre onde e em qual profundidade inserir cada agulha.

Os primeiros acupunturistas utilizavam agulhas feitas com pedras e ossos, mas posteriormente começaram a criar agulhas de metal, como o bronze, ouro e prata. Originariamente, havia apenas 365 pontos de pressão no corpo, cada um correspondendo a um dia diferente do ano. Após algum tempo, esse número cresceu e chegou a mais de 2 mil pontos diferentes.

Acredita-se que a acupuntura teve seu início na China
No começo do século XIX, os viajantes que haviam ido à China começaram a introduzir a acupuntura no Ocidente. Médicos na Europa e nos EUA começaram a fazer experimentos com esta técnica. Um dos maiores e primeiros devotos da acupuntura no Ocidente foi um acadêmico francês chamado de Geourge Soulie de Morant. Ele viajou para a China na virada do século XX. Quando retornou à França, após quase duas décadas, ele apresentou os textos e técnicas clássicas da acupuntura para os médicos franceses.

Já nos EUA, a acupuntura tornou-se popular na década de 70, com a viagem que o presidente Nixon fez à China. A primeira menção feita à acupuntura na mídia americana foi um artigo do "New York Times" escrito pelo repórter James Reston, no qual ele descrevia como a acupuntura aliviara sua dor após uma cirurgia de apendicite.

Nas últimas três décadas, a acupuntura ganhou ainda mais impulso e credibilidade. Hoje em dia, por exemplo, há diretrizes oficiais que regem sua utilização, além de sociedades organizadas por profissionais capacitados em acupuntura. De acordo com uma pesquisa nacional sobre saúde feita em 2002 nos EUA, a maior pesquisa sobre medicina complementar e alternativa feita até hoje, estima-se que 8,2 milhões de adultos americanos já experimentaram a acupuntura.

Artigos relacionados

Métodos naturais de indução do sono (em inglês)
Tratamentos médico para cães
Como funciona o Shiatsu (em inglês)
Tratamento natural para as alergias
Como funciona a menopausa
Como funcionam os planos de saúde nos EUA

Mais links interessantes (em inglês)

Sociedade Médica Brasileira de Acupuntura
Acupuncture.com
Página da Acupuncture Today
American Academy of Medical Acupuncture (Academia americana de acupuntura médica)
National Center for Complementary and Alternative Medicine (Centro Nacional para Medicina Alternativa e Complementar)
The American Academy of Veterinary Acupuncture (Academia Americana de Acupuntura Veterinária)

Fontes:

Acosta, Kim. quot;Tem enxaquecas? Experimente este tratamento.quot; Shape, junho de 2006, pg. 99.
Acupuntura. American Cancer Society. http://www.cancer.org/docroot/ETO/content/ETO_5_3X_Acupuncture.asp
Acupuntura: um guia sobre recursos médicos complementares e alternativos. Alternative Medicine Foundation, Inc. http://www.amfoundation.org/acupuncture.htm
Princípios básicos de acupuntura. Psychology Today. http://psychologytoday.com/mind-body/acupuncture_overview.html
A acupuntura no tratamento para o câncer. American Academy of Medical Acupuncture (Academia Americana de Acupuntura Médica). http://www.medicalacupunture.org/acu_info/articles/cancertreatment.html
quot;A acupuntura pode aliviar a bexiga hiperativa.quot; http://www.webmd.com/content/Article/108/109010.htm
Acupuntura. National Center for Complementary and Alternative Medicine (Centro Nacional para Medicina Complementar e Alternativa). http://nccam.nih.gov/health/acupuncture/ Acupuncture: Respostas afiadas para perguntas pontudas. Clínica Mayo. http://www.mayoclinic.com/health/acupuncture/SA00086
Altshul, Sara. quot;Incontinência: finalmente, alívio que funciona.quot; Prevention, dezembro de 2005, p. 33.
Betts, Debra - quot;O guia essencial para a acupuntura na gravidez e no nascimentoquot; http://www.amazon.com/Essential-Guide-Acupuncture-Pregnancy-Childbirth/dp/0951054694/ref=sr_1_15/104-3640844-7349533ie=UTF8amp;s=booksamp;qid=1181436847amp;sr=8-15.
Cheng, Xinnong Editor - Acupuntura chinesa e moxibustão. http://www.amazon.com/Chinese-Acupuncture-Moxibustion-Xinnong-Cheng/dp/7119017586/ref=sr_1_13/104-3640844-7349533ie=UTF8amp;s=booksamp;qid=1181436847amp;sr=8-13
quot;Doutor, o que é essa tal de acupunturaquot; American Academy of Medical Acupuncture (Academia Americana de Acupuntura Médica). http://www.medicalacupuncture.org/acu_info/articles/
aboutacupuncture.html
Perguntas comuns sobre a acupuntura. American Academy of Medical Acupuncture. http://www.medicalacupuncture.org/acu_info/faqs.html
Hecker, Hans-Ulrich , M.D. -- quot;Atlas colorido da acupuntura: Pontos corporais - Pontos auriculares - Pontos de disparoquot; http://www.amazon.com/Color-Atlas-Acupuncture-Points-trigger/dp/1588905594/ref=pd_bbs_sr_7/104-3640844-7349533ie=UTF8amp;s=booksamp;qid=1181436847amp;sr=8-7
Hicks, Angela -- Manual de acupuntura: como funciona a acupuntura e como ela pode lhe ajudar.
Markey, Sean. Acupuntura em animais: cada vez mais, animais recebem as agulhadas.quot; National Geographic News, November 25, 2002. http://news.nationalgeographic.com/news/2002/11/
1125_021125_vetacupuncture.html
McGinnis, Marianne. quot;IVF: algumas agulhas ajudam.quot; Prevention, setembro de 2006, p. 157-158.
Motluk, Alison. quot;A acupuntura auxilia nas dores de cabeçaquot; O: The Oprah Magazine, janeiro de 2006, p. 80.
Visão geral de acupuntura médica. American Academy of Medical Acupuncture. http://www.medicalacupuncture.org/acu_info/articles/helmsarticle.html
Guia da artrite reumatóide. WebMD. http://www.webmd.com/rheumatoid-arthritis/guide/arthritis-acupuncture.
Tang, Jin-Ling, Si-Yan Zhan, and Edzard Ernst. quot;Estudo de testes controlados aleatórios da medicina tradicional chinesa.quot; British Medical Journal 1999;319:160-161.
As teorias por trás da lógica da seleção de pontos clínicos. Acupuncture.com. http://www.acupuncture.com/education/theory/ptselection.htm
Vickers, A., et al. quot;Acupuntura.quot; Qualidade e segurança na saúde 2002;11:92-97

 

Rua Gonçalves Dias, nº. 109 Pio Correa - Criciúma/SC