Aliança do Yoga

Este Centro possui Professores Filiados na Aliança do Yoga

Prãna – A Energia Cósmica

Prãna

 

O Yoga possui uma compreensão energética do Homem.

Segundo a Filosofia Hindu existe uma força vital, uma energia, que permeia todo o universo, e mais, a partir do qual todo o universo é constituído, formado. A esta energia dá-se o nome de Prãna. Pedro Kupfer descreve o Prãna da seguinte maneira:

 

Prãna, “força vital”, “energia”. Termo que provém das raízes pra, “intenso”, que denota constancia, intensidade, e na, “movimento”. De onde se conclui que prãna é uma força em constante movimento ou vibração. A expansão da força vital ocupa um lugar central nas práticas de Yoga. Em todos os textos de Yoga, o prãna aparece sempre associado à força vital, energia e poder, porém, é preciso destacar que este termo possui dois aspectos: o cósmico e o individual. O prãna cósmico abrange todas as formas de energias existentes. A matéria (dinâmica na vibração de suas partículas atômicas) e as forças elementais da Natureza (luz, calor, magnetismo, eletricidade, gravidade) são suas expressões tangíveis. No plano sutil, também designa os cinco elementos que constituem a matéria (panchatattva). No plano humano, prãna é o substrato energético que forma o nosso corpo tangível, regulador de todas as funções orgânicas e físicas. O volume de prãna que circula dentro do corpo determina o grau de vitalidade de cada individuo. Extraímos essa bioenergia de diversas fontes: da luz e do calor do sol, dos alimentos que inserimos, da água que bebemos, e, principalmente do ar que respiramos. Ela circula no corpo pelos nadís, canais da fisiologia sutil.

 

Pode-se compreender, então, que o prãna, cria, mantém e transforma todas as formas de vida no Universo. Sendo que também sustenta a nossa vida.

Na filosofia do Yoga entende-se que o Homem é constituído pelo prãna, sendo que existem formas específicas de como o prãna flui pelo organismo.

No corpo existem 5 formas principais de manifestação do prãna, que são elas:

 

Prãna: serve a região entre a garganta e o diafragma. Controla as funções da respiração e da fala.

Apana: controla a região abaixo do umbigo, ou seja, as funções do intestino grosso, dos rins, da bexiga, dos órgãos genitais e do ânus; em especial produz a evacuação

Vyana: abrange todo o corpo. Espalha vitalidade por todo o sistema, mantendo o equilíbrio do fluxo de energia.

Samana: controla a região do umbigo, cuidando dos processos de assimilação e digestão.

Udana: compreende a região acima da garganta e os quatro membros. Diz-se que controla os cinco sentidos e as funções do cérebro. Domina tambem o fluxo de energia vital na parte superior do corpo. A atividade descontrolada produz distúrbios como vertigem e superaquecimento da cabeça.

 

Estas cinco (5) principais funções são chamadas de Upa Prãnas, também conhecidos como os Cinco Prãnas Maiores.

 Estes Prãnas são absorvidos pelo corpo através da respiração e dos chackras, sendo distribuídos pelo corpo através dos nadís.

Existem também os cinco prãnas menores entretanto não entraremos neste detalhes.

Existem muitos outros ensinamentos, profundos e secretos, a respeito deste assunto.

Acesse novamente o site e fique atento a novos textos.

 

Para estudar e conhecer mais a respeito do Prãna leia o livro:

Dicionário de Yoga - Pedro Kupfer

À Venda na Loja Virtual

 Texto produzido por Maykon Bernardo

 

Rua Gonçalves Dias, nº. 109 Pio Correa - Criciúma/SC